Bem… que viagem!
Fiz uma das minhas viagens de sonho, Bruges-Bélgica.
A beleza de Bruges é difícil de igualar, é uma das cidades medievais mais bem preservada do mundo.
Rodeada de torres medievais, igrejas centenárias, edifícios históricos, ruas saídas de um conto de fadas, abraçada pelos seus lindos canais que a atravessam.

Bruges fica a sensivelmente a 1h30m de Bruxelas (de comboio) , a estação fica bem pertinho do centro.
Fiquei instalada num hotel bem catita, Hotel Value Stay Bruges que fica a 2km do centro, mais  ou menos 20min,
um passeio que se faz bem, de bicicleta então, faz-se a voar!

Os quartos têm micro-ondas, frigorífico e chaleira. Oferecem café e chá!
( é só pedir na recepção, quando acabarem o que têm no quarto)
O hotel aluga bicicletas por apenas 12 euros, por 24h!

Agarrei numa bicicleta, e fui perder-me em Bruges. A bicicleta é a melhor forma de descobrir a cidade, consegues ver tudo e mais alguma coisa e tens sempre sítios para a “estacionares”.
Para não falar que é uma experiência incrível.
Por toda a cidade existe estas coisinhas para encheres os pneus da tua bicicleta, é só dar ao pé!


BELFORT

O antigo campanário de Bruges, rasga o céu com uns meros 83 metros acima do centro histórico.
É a atração mais conhecida da cidade. A vista do topo é deslumbrante.
(mas já lá vamos!)
A parte inferior da torre é do século XVIII que substituiu uma torres mais antiga que sofreu um incêndio.
A parte octogonal foi incluída no final do século XV e coroada com um pináculo de madeira em duas situações distintas.
Mas… ambas foram destruídas.


O parapeito ao estilo gótico coroa a torre desde 1822.
Ao longo da escadaria com 366 degraus! Sim, leram bem…

Encontram-se duas salas ao longo da subida, uma delas chama-se a Sala do Tesouro, e a outra Sala do Sino Triunfal,
onde se encontra uma arca, que guardavam os direitos e os privilégios da cidade,
e onde mostram o mecanismo do relógio da torre.
O carrilhão é do século XVIII, tem 47 sinos que tocam regularmente ao longo do dia.


Depois de muitos e variados,

 Foda-se, mas isto nunca mais acaba!

ou

Mas quem me manda a mim, meter-me nestas coisas!

ou ainda

Não contem comigo, para subir mais torre nenhuma!

Lá se chega à dita vista!
Os degraus são estreitos e tem trânsito nos dois sentidos!
Já não bastava o preço do bilhete ter sido 10€ e ainda tens que fazer ginástica para subir até ao topo.

A vista é magnifica, consegue-se avistar Bruges e todas as regiões que a rodeiam.
É único! Não fosse esta torre ter 83 metros!
Depois de contemplar tudo, esta na hora de descer.
A descer todos os santos ajudam, agora a subir… é só um e deve ser coxo!


GO TO BE BRUGE


É sem dúvida o melhor lugar para beber cerveja e desfrutar de uma boa conversa.
Junto ao rio com uma esplanada linda de morrer, com óptima cerveja, de variadíssimas origens e servidas cada uma no seu próprio tipo de copo, não se pode pedir melhor.


No bar, logo quando se entra, leva-se com um tal bafo a cerveja, que se fica logo com uma taxa de alcoolemia de 1,2 g/l.
A decoração é feita com grades das mais variadas marcas, copos, garrafas,enfim.
Tem mais que dez tipos de cerveja à pressão, para provar!


MOINHOS DE VENTO

A maioria dos turistas tendem a ficar no centro da cidade, não exploram a periferia.
Foi nessa exploração que encontrei a linda vila de Damme.
Os moinhos ficam ao longo do rio entre Kruispoort e Dampoort ,
é um optimo sitio para fazer piqueniques e relaxar na relva a contemplar a paisagem.
De bicicleta chega-se lá num par de minutos.


Ao longo da linha de água, encontramos vários moinhos, alguns são privados e têm à volta uma cerca, não permitindo que as pessoas se aproximem.
Mas existem dois que são de todo o mundo e que se destacam.
O moinho St. Janshuis que é o moinho mais antigo, foi construido em 1770 e agora é um museu.


E o moinho Bonne Chiere Windmill que é o mais “jovem”, construido em 1911, tem o mesmo estilo arquitetónico e
é tão catita como os outros.

Para mim o mais bonito!


MINNEWATER

O lago do amor é perfeito para um passeio.
As casas torreadas e os salgueiros-chorões ao estilo dos contos de fadas.
Os navios que antes navegavam por estas águas foram substituídos pela presença de patos e cisnes.


Na realidade, os cisnes são considerados o símbolo de Bruges.
Existe duas lendas, uma romântica e pirosa e a outra mais ao jeito dos tempos medievais!
Diz a lenda que, em 1488, a cidade foi amaldiçoada com cisnes para toda a eternidade, devido ao facto de o povo de Bruges, por maioria de votos, ter mandado executar um dos seus administradores da cidade, pertencente à corte de Maximiliano da Áustria.
Esse administrador chamava-se Pieter Lanchals membro de uma família muito conhecida, que tinha no seu brasão de armas, a imagem de um cisne branco.


A lenda romântica e pirosa é sobre um casal enamorado.
Um marinheiro que vivia por lá, escolheu um pretendente para a filha, Minna.
Mas a moça, por sua vez, gostava de outro! Esse moço de quem gostava, partiu para a guerra com os Romanos. Antes da partida trocaram juras de amor eterno. (esta foi a parte pirosa!)
O pai obrigou a filha Minna a casar com o o pretendente que ele tinha escolhido. Dividida entre a sua promessa ao amante jeitoso, ao estilo Hércules, e à vontade do pai, resolveu fugir sozinha para nunca mais voltar.
No final da guerra, o seu amante voltou à cidade, e deu de caras com o desaparecimento da sua amada. Começou por ela uma busca árdua. Quando a encontrou, ela estava exausta, acabando por morrer nos seus braços… musculados!


Sugestões

– Em bruges e não só, paga-se 0.50€ para ir ao WC

Em termos de preços é semelhante a Portugal

Não se vê pessoas com óculos de sol

Se vires a estação de comboios, atravessa para o outro lado, ficarás com o centro de bruges mesmo à tua frente.

– Os pontos turísticos encerram às 16h e abrem às 10h

– O melhor é falarem Inglês, pois eles falam naturalmente, dependendo da região em que te encontras.

-Na Bélgica fala-se Alemão, Francês e Holandês. Em Bruges fala-se Holandês

– Se subires à Torre Belfort  cuidado se fores claustrofóbico, ou sofreres do coração, és capaz de não gostar.

– Experimenta andar de bicicleta! Toda a gente anda. Tens que dar prioridade aos peões, e não apites, parece mal e eles não se desviam.

– É único andar de bicicleta mas… para quem não sabe andar muito bem, pode ser perigoso, pois os carros andam mesmo ao teu lado.

Às segundas-feiras, os museus em Bruges fecham!


2 thoughts on “Se gostas de contos de fadas, esta viagem é para ti!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!