Vila Velha de Ródão fica já aqui ao lado, quer dizer… para quem vive em Lisboa.
Um lugar pacato no meio da natureza, perfeito para passar um fim-de-semana!
Fica mais coisa menos coisa que 2h de Lisboa e pelo caminho encontram lugares fantásticos,
como o Castelo de Almourol e Vila nova da Barquinha.
Este Paraíso industrializado é o Rei do papel!
Tem uma fábrica de papel higiénico, papel para impressoras e vai ter… uma fábrica de fraldas.
O cheiro é intragável mas… nem tudo é mau.

Têm as portas de Ródão que tem uma dimensão incrível.
Duas paredes escarpadas, cada uma com cerca de 170 metros de altura, funcionam como portas e
estreitam a passagem do rio.

Este monumento natural está integrado no Geopark Naturtejo.
Este passeio de Barco, vale muito a pena, calmo, cheio de bicharocos aquáticos e voadores.
Visita-se duas ilhas, a ilha dos cágados e a ilha das aves.
Pode acontecer, não veres os cágados é sempre uma incógnita mas… pelo menos aves avistas de certeza!
Consegues ver o voo dos grifos, que têm aqui a maior colónia existente em Portugal.
Muito pertinho das portas de Ródão, na Serra das Talhadas, podes visitar o Castelo do Rei Vamba que tem
uma lenda com alguma piada.
Em tempos foi… um castelo, agora só nos resta uma muralha, que tem um miradouro
excelente com uma vista extraordinária.

A lenda do Rei Vamba ou a maldição de Ródão, fala de um amor maroto entre a rainha cristã e um rei mouro, que
vivia do outro lado do rio.

Namoravam sentados em cadeiras de pedra, situadas em cada ponta das Portas de Ródão, enquanto o
Rei Vamba andava na caça ou na guerra.
Há pois! Quando não existe redes sociais usa-se cadeiras de pedra.
O rei mouro farto de estar sentado a contemplar a rainha, decidiu passar a acção e.. raptou a rainha atravessando o rio com uma teia de linho!
Não faço ideia como fez isso mas… a verdade é que fez. Dizem…
O Rei Vamba adivinhou e chegou a tempo de resgatar e condenar a rainha por andar a
pular a cerca,
a maluca.
Presa a uma mó na queda
a rainha lançou a seguinte maldição:

Nesta terra não haverá cavalos de regalo, nem padres se ordenarão e putas não faltarão.

Diz a lenda, que por onde a rainha passou, arrastada pela mó, que nunca mais nasceu mato.


Sugestões

Esta tudo queimado, pelas fotos conseguem perceber que esta metade verde e a outra metade queimado.
Quem sabe, daqui a 2 aninhos volte tudo a ficar verde.

Obrigatório fazer o passeio de barco as Portas de Ródão, são 10€ por pessoa.

O cheiro é horrível é a única coisa que “destrói” este paraíso.
Muita fábrica de papel a trabalhar sob 24h.

– Ir em Setembro para irem ao festival das sopas.
Têm bailarico e comes e bebes até tarde.

Mas atenção…. se pedirem uma sopa vem um tacho enorme com peixe e pão, se quiserem a sopinha que estão habituados é pedir um caldo.

Podes ir de comboio, viagem curta, sensivelmente 2h40min

4 thoughts on “Paraiso industrializado”

    1. É um verdadeiro paraíso e um fim-de-semana é o suficiente para conhecer este espaço.
      O pior mesmo é o cheiro mas… vale a pena

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!