Instalado no Parque D. Carlos I, um belo pulmão verde na cidade das Caldas da Rainha.
Quem diz, que as Caldas só tem pilões, está bem enganadinho!
É bastante agradável, aconselho vivamente a visitar todo o jardim e museu.
Este museu foi o primeiro edifício construído no país para fins museológicos, quero dizer com isto, que foi o  único
na história da cultura portuguesa, pioneiro na museologia nacional.

Ah pois é!
O Museu José Malhoa, e não! Não comecem a cantar:
“Toda malta gritou, até o padre ajudou, aperta aperta com ela”

Não é esse Malhoa!
Todo o museu está cheio de peças fantásticas, desde estátuas em pedra a quadros de todos os tamanhos e feitios!
Os meus favoritos são dois quadros do Malhoa e uma escultura familiar.
Ernesto, faz amigos em todo o lado.
Não passou despercebido neste museu, nem nos jardins!
Penso que seja da importância, de se chamar Ernesto Vadio.

 
José Malhoa,  foi considerado o mais português dos pintores, mestre Malhoa, retrata nos seus
quadros
a ruralidade do seu país, tal como os costumes e tradições.

Este museu foi construído logo após à sua morte em 1933.
Quadros com detalhes de perder a cabeça e
peças esculpidas em grandes dimensões, tem duas grandes estátuas mas… são moldes!
Não é os originais.
Depois de uma agradável visita ao museu, temos… muita coisa para explorar.
Tem um agradável jardim, com uns barquinhos para dar um passeio no lago.
Eu e o Ernesto Vadio, fomos a modos que dar uma remada ao rio,
ao som da música da pequena sereia.
Existem muitos patinhos fofinhos e até uns pavões,
 um café bem catita e estiloso, um parque para os miúdos brincarem, campos de ténis e também, uma charret para um passeio a cavalo para os bons burgueses.
Existe sabe-se lá porque, uns pombos malucos, que voam na tua direção!
Quando dás por ti, estas a ser bombardeado por esses seres “corocócós”.
E como não podia ser, nas caldas da rainha fala-se muitos de “pincéis”,
não fosse isso o motivo da estátua, em bronze, que se encontra em frente ao museu,
ser alvo de abiscoitar; escamotear; agafanhar, larapiar digamos, o pincel do senhor.
Como não conseguem levar a estátua devido ao seu peso, ficam-se pelo pincel, que é sempre mais levezinho!
O museu guarda o pincel, todos os dias, quando encerra as portas.
Não vá o homem, ficar sem o seu dito!


Coordenadas GPS
N 39º 24′ 4,86” | W 9º 8′ 0,68”


Sugestões

– Andar de barco, 45 minutos ao estilo da pequena sereia são 2€.

– Quem tem fobia a pombos, cuidado! É capaz de não ser aconselhável.

– O museu tem o valor de 3€ e inclui um guia tradutor (PT/EN/FR)
Com Cartão jovem fica por apenas 1,50€ e  entrada gratuita às mini pessoas, até aos 12anos


Horários

Outubro a Março – 10h00-12h30 | 14h00-17h30
Abril a Setembro – 10h00 às 19h00

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!